Daniel Capítulo 11

  1     2   3    4     5    6    7     8    9  10   11   12 

Daniel Capítulo 11 - (Dn)

  1. Quanto a mim, no primeiro ano de Dario o medo, pôs-me em pé para o confirmar e fortalecer.
  2. Agora eu te mostrarei a verdade. Eis que se levantarão três reis na Pérsia; e o quarto será muito mais rico do que todos eles. Depois que se tiver tornado forte por meio das suas riquezas, concitará a todos contra o reino da Grécia.
  3. Levantar-se-á um rei poderoso, que reinará com grande domínio e fará o que lhe aprouver.
  4. Quando se levantar, o seu reino será quebrado, e se repartirá para os quatro ventos do céu, porém não para a sua posteridade, nem segundo o seu domínio com que reinou; porque o seu reino será arrancado, até para outros fora destes.
  5. O rei do sul será forte, como também um dos seus príncipes; este será mais forte do que ele e terá o domínio; o domínio grande será o seu domínio.
  6. Ao cabo de anos eles se aliarão um com o outro; e a filha do rei do sul virá ao rei do norte para ajustar um acordo. Ela, porém, não reterá a força do seu braço; nem subsistirá ele, nem o seu braço. Mas será ela entregue, e bem assim os que a trouxeram, e o que a gerou, e o que a fortaleceu nesses tempos.
  7. Mas dum rebento das raízes dela um se levantará no seu lugar, e virá ao exército, e entrará na fortaleza do rei do norte, e procederá contra eles, e prevalecerá.
  8. Também os deuses deles, juntamente com as suas imagens fundidas e com os seus vasos preciosos de prata e de ouro, ele os levará cativos para o Egito; por alguns anos deixará em paz ao rei do norte.
  9. Este entrará no reino do rei do sul, mas voltará para a sua terra.
  10. Seus filhos farão guerra, e congregarão uma multidão de grandes forças, que avançará, inundará e passará para adiante; eles voltarão, e farão guerra, até chegarem à fortaleza dele.
  11. O rei do sul será movido de cólera, sairá e pelejará contra ele, a saber, contra o rei do norte; este porá em campo uma grande multidão, e a multidão será entregue nas mãos daquele.
  12. A multidão será levada, e o coração dele será exaltado; ele derrubará miríades, porém não prevalecerá.
  13. O rei do norte voltará, e porá em campo uma multidão maior do que a primeira; e marchará ao cabo dos tempos, a saber, dos anos, com um grande exército e com muito material.
  14. Naqueles tempos se levantarão muitos contra o rei do sul; também os violentos dentre o teu povo se levantarão para estabelecer a visão, porém eles cairão.
  15. Assim virá o rei do norte, levantará um terrapleno e tomará uma cidade bem fortificada; os braços do sul não resistirão, nem o seu povo escolhido, nem haverá força para resistir.
  16. O que, porém, vier contra ele, fará o que lhe aprouver, e não haverá quem lhe possa resistir; estará na terra gloriosa, e na sua mão haverá destruição.
  17. Resolverá vir com a potência de todo o seu reino, e entrará num acordo com ele; dar-lhe-á a filha de mulheres para ele a corromper. Porém ela não subsistirá, nem será para ele.
  18. Depois virará o seu rosto para as ilhas, e tomará muitas; mas um príncipe fará cessar o opróbrio que por ele é ocasionado; além disso fará tornar sobre ele o opróbrio.
  19. Então voltará o seu rosto para as fortalezas da sua terra; mas tropeçará e cairá, e não será achado.
  20. Depois em lugar dele se levantará um que fará a um exator passar pela glória do reino; porém dentro de poucos dias será ele destruído, não em ira nem em batalha.
  21. Em seu lugar se levantará um homem desprezível, a quem eles não haviam dado a honra do reino; mas virá em tempo de segurança, e com lisonja obterá o reino.
  22. Com os braços duma inundação serão varridos de diante dele, e serão quebrantados, também o príncipe da aliança.
  23. Depois de feita com ele a aliança, usará de engano; pois subirá, e se tornará forte, com pouca gente.
  24. Em tempo de segurança virá sobre os lugares mais férteis da província; e fará o que nunca fizeram seus pais, nem os pais de seus pais; espalhará entre eles a presa, os despojos e os bens; formará os seus desígnios contra os lugares fortes, por algum tempo.
  25. Despertará o seu poder e a sua coragem contra o rei do sul com um grande exército; o rei do sul sairá à batalha com um exército em extremo grande e poderoso, porém não subsistirá, porque formarão desígnios contra ele.
  26. Os que comerem o pão dele, o destruirão; o seu exército inundará, e muitos cairão mortos.
  27. Quanto a ambos estes reis, terão intenção de fazerem o mal, e sentados à mesma mesa falarão mentiras. Porém isso não prosperará, porque ainda virá o fim no tempo determinado.
  28. Então voltará para a sua terra com muitos bens; o seu coração será posto contra a santa aliança, fará o que lhe aprouver, e voltará para a sua terra.
  29. Ao tempo determinado voltará, e entrará no sul; porém não sucederá na última como na primeira ocasião.
  30. Virão contra ele naus de Quitim, portanto será contrariado, e voltará. Indignar-se-á contra a santa aliança, e fará o que lhe aprouver; até tornará a vir, e atenderá aos que abandonarem a santa aliança.
  31. Estarão braços do lado dele, e profanarão o santuário, a saber, a fortaleza, e tirarão o holocausto perpétuo, e estabelecerão a abominação que assola.
  32. Com lisonjas perverterá os que procederem impiamente contra a aliança; mas o povo que conhecer ao seu Deus se tornará forte, e fará proezas.
  33. Os que forem sábios entre o povo, ensinarão a muitos; contudo por muitos dias cairão pela espada e pelo fogo, pelo cativeiro e pelo despojo.
  34. Ora quando caírem, serão ajudados com pequeno socorro; mas muitos com lisonjas se ajuntarão a eles.
  35. Alguns dos que são sábios, cairão, para os acrisolar, purificar e embranquecer até o tempo do fim; pois ainda será para o tempo determinado.
  36. O rei fará, como lhe der na vontade; exaltar-se-á e se engrandecerá sobre todo o deus, e falará coisas maravilhosas contra o Deus dos deuses, e prosperará até que se cumpra a indignação; pois se fará o que está determinado.
  37. Não terá respeito aos deuses de seus pais, nem ao desejo de mulheres, nem fará caso de deus algum; pois sobre tudo se engrandecerá.
  38. Mas no seu lugar honrará ao deus de fortalezas; e a um deus que seus pais não conheceram, ele o honrará com ouro, e prata, e pedras preciosas, e coisas agradáveis.
  39. Com o auxílio dum deus estranho tratará das mais poderosas fortalezas: e a todos os que o reconhecerem, aumentará de glória; fá-los-á reinar sobre muitos, e repartirá a terra por preço.
  40. No tempo do fim contenderá com ele o rei do sul. O rei do norte virá como turbilhão contra ele, com carros, e com cavaleiros, e com muitas naus; entrará nos países, e inundará, e passará.
  41. Também entrará na terra gloriosa, e muitos países serão subvertidos; mas da sua mão serão libertados estes, Edom, e Moabe, e as primícias dos filhos de Amom.
  42. Estenderá a sua mão também contra os países; e a terra do Egito não escapará.
  43. Apoderar-se-á dos tesouros de ouro e de prata, e de todas as coisas preciosas do Egito; os líbios e os etíopes o seguirão.
  44. Mas novas vindas do oriente e do norte o perturbarão; e sairão com grande fúria para destruir e extirpar a muitos.
  45. Armará as tendas do seu palácio entre o mar e o glorioso monte santo; contudo virá ao seu fim, e ninguém lhe dará auxílio.

<<Anterior  <<                                                                                                                   >>  Próximo >>

Publicidade



Biblia Online Daniel Capítulo 11
Daniel Capítulo 11

Características de:

Daniel Capítulo 11

  • Daniel: em hebraico: ( " דָּנִיּאֵל " ), ou Beltessazar significa: "Aquele que é julgado por Deus" ou "Deus assim julgou", ou ainda, "Deus é meu juiz".
  • Escrito por: Daniel o profeta,  no período aproximado entre 537 - 533 a.C.
  • Personagens: Daniel, Nabucodonosor, Belsazar, Dario, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego.
  • Local dos Acontecimentos: Na região da Babilônia.
  • Pontos Principais: O livro de Daniel revela histórias que ocorreram com o povo de Deus no período do exílio na Babilônia e tempos depois. Deus neste livro demonstra o seu poder através da fé de Daniel e seus amigos e também da exemplo de como as pessoas podem ser vitoriosas quando andam e confiam em Deus. Por outro lado Deus revela o que pode acontecer com aqueles que são soberbos, incrédulos e orgulhosos.
  • Curiosidade: No período em que o povo de Judá e Jerusalém foram levados cativos, os exércitos do inimigo, humilhava e sujeitava os exilados a esquecerem de Deus por que Ele não tinha evitado a destruição deles, mas em meio deste povo estava Daniel, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, homens fiéis a Deus que mesmo sendo sucumbidos a idolatrar outros deuses permaneceram firmes na vontade e mandamentos de Deus e com isso foram recompensados por Deus com HONRA.

Em breve mais informações de Daniel capítulo 11:

Publicidade