Mateus Capítulo 18

  1     2   3    4     5    6    7     8    9  10   11   12  13   14  15 

16  17   18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28

Mateus Capítulo 18 - (Mt)

  1. Naquela hora chegaram-se os discípulos a Jesus e perguntaram: Quem é, porventura, o maior no reino dos céus?
  2. Jesus, chamando para junto de si um menino, pô-lo no meio deles
  3. e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.
  4. Quem, pois, se tornar humilde como este menino, esse será o maior no reino dos céus.
  5. Aquele que receber um menino, tal como este, em meu nome, a mim é que recebe;
  6. mas quem puser uma pedra de tropeço no caminho de um destes pequeninos que crêem em mim, melhor seria que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e que fosse lançado no fundo do mar.
  7. Ai do mundo por causa dos tropeços! porque é necessário que apareçam tropeços; mas ai do homem por quem vem o tropeço!
  8. Se a tua mão ou o teu pé te serve de pedra de tropeço, corta-o e lança-o de ti; melhor é entrares na vida manco ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno.
  9. Se o teu olho te serve de pedra de tropeço, arranca-o e lança-o de ti; melhor é entrares na vida com um só dos teus olhos, do que, tendo dois, seres lançado na geena de fogo.
  10. Vede não desprezeis um destes pequeninos; porque vos digo que os seus anjos nos céus vêem incessantemente a face de meu Pai celestial.
  11. {Porque o Filho do homem veio salvar o que havia perecido.}
  12. Que vos parece? se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não deixa as noventa e nove e vai aos montes procurar a que se extraviou?
  13. Se acontecer achá-la, em verdade vos digo que se regozija mais por causa desta, do que pelas noventa e nove que não se extraviaram.
  14. Assim não é da vontade de vosso Pai que está nos céus, que pereça um destes pequeninos.
  15. Se teu irmão pecar, vai repreendê-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhado terás teu irmão;
  16. mas se não te ouvir, leva ainda contigo uma ou duas pessoas, para que por boca de duas ou três testemunhas toda a questão fique decidida.
  17. Se ele recusar ouvi-los, dize-o à igreja; e se também recusar ouvir a igreja, considera-o como gentio e publicano.
  18. Em verdade vos digo: Tudo o que ligardes sobre a terra, será ligado no céu; e tudo o que desligardes sobre a terra, será desligado no céu.
  19. Ainda vos digo mais que se dois de vós sobre a terra concordarem em pedir alguma coisa, ser-lhes-á feita por meu Pai que está nos céus.
  20. Pois onde dois ou três estão congregados em meu nome, ali estou eu no meio deles.
  21. Então Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: Senhor, quantas vezes pecará meu irmão contra mim, que lhe hei de perdoar? será até sete vezes?
  22. Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete.
  23. Por isso o reino dos céus é semelhante a um rei, que resolveu ajustar contas com os seus servos.
  24. Tendo começado a ajustá-las, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos.
  25. Não tendo, porém, o servo com que pagar, ordenou o seu senhor que fossem vendidos-ele, sua mulher, seus filhos e tudo quanto possuía, e que se pagasse a dívida.
  26. O servo, pois, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Tem paciência comigo, que te pagarei tudo.
  27. O senhor teve compaixão daquele servo, deixou-o ir e perdoou-lhe a dívida.
  28. Tendo saído, porém, aquele servo, encontrou um dos seus companheiros, que lhe devia cem denários; e segurando-o, o sufocava, dizendo-lhe: Paga o que me deves.
  29. Este, caindo-lhe aos pés, implorava: Tem paciência comigo, que te pagarei.
  30. Ele, porém, não o atendeu; mas foi-se embora e mandou conservá-lo preso, até que pagasse a dívida.
  31. Vendo, pois, os seus companheiros o que se tinha passado, ficaram muitíssimo tristes, e foram contar ao seu senhor tudo o que havia acontecido.
  32. Então o seu senhor, chamando-o, disse-lhe: Servo malvado, eu te perdoei toda aquela dívida, porque me pediste;
  33. não devias tu também ter compaixão do teu companheiro, como eu tive de ti?
  34. Irou-se o seu senhor e o entregou aos verdugos, até que pagasse tudo o que lhe devia.
  35. Assim também meu Pai celestial vos fará, se cada um de vós do íntimo do coração não perdoar a seu irmão.

 

<<Anterior  <<                                                                                                                   >>  Próximo >>

Publicidade



Biblia Online Mateus Capítulo 18
Mateus Capítulo 18

Características de:

Mateus Capítulo 18

  • Mateus: em Grego: " κατὰ Ματθαῖον εὐαγγέλιον ", transl.  " katá Matthaion euangelion " , ou " τὸ εὐαγγέλιον κατὰ Ματθαῖον ", transliteração " to euangelion katá Matthaion " o que significa Evangelho de Mateus. O significado Bíblico é :" Oferta De Deus ". 
  • Escrito por: Mateus o apóstolo,  no período aproximado entre 60 - 66 d.C.
  • Personagens: Jesus Cristo, José e Maria, os discípulos, Pilatos, Judas e o Povo.
  • Local dos Acontecimentos: Nas terras de Israel, Império Romano.
  • Pontos Principais: O livro de Mateus relata a história de Jesus Cristo o Messias, que veio ao mundo em forma humana para que todos saibam e creiam que Jesus Cristo é o Salvador do mundo.
  • Neste livro tem alguns pontos importantes que podem ajudar a ressaltar este testemunho são eles: a apresentação da genealogia de Cristo, o cumprimento de profecias do antigo testamento (At), o batismo de Jesus, os milagres que Jesus fez,
  • os ensinamentos sobre a igreja e o seu retorno ao mundo para o juízo final e a vinda do Reino dos Céus.
  • Curiosidade: O amor de Deus e tão grande que enviou o seu filho amado Cristo Jesus para libertar e salvar a humanidade do pecado e através de sua graça nos dá gratuitamente a salvação eterna que livrará a todos os que crerem do inferno,
  • e para isso ele nos pede algo que para muitos as vezes é muito difícil de aceitar devido as influências do pecado em suas vidas.
  • Deus nos pede apenas para aceitar a Jesus como salvador e libertador de nossas almas, mas para que esse reconhecimento seja verdadeiro é necessário o arrependimento dos pecados e começar a viver uma vida de obediência aos mandamentos e decretos de Deus,
  • ai sim será possível ser salvo e quem sabe ser até merecedor de estar com Cristo no céu junto ao seu trono.
  • Deus conhece as nossas diferenças (Torre de Babel) e permite que esta mesma mensagem fosse escrita por outros apóstolos afim de poder tocar todos os corações e abrir os nossos olhos para que através de seu AMOR possamos chegar ao arrependimento e sejamos salvos por sua graça e misericórdia.

Em breve mais informações de Mateus capítulo 18:

Publicidade