Romanos Capítulo 4

  1     2   3    4     5    6    7     8    9  10   11   12  13   14  15 

16

Romanos Capítulo 4 - (Rm)

  1. Que diremos, então, ter conseguido Abraão, nosso progenitor, segundo a carne?
  2. Porque se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar; mas não diante de Deus.
  3. Pois que diz a Escritura? E Abraão creu a Deus, e isso lhe foi imputado para justiça.
  4. Ao que trabalha, não lhe é imputada a recompensa por graça, mas por dívida;
  5. porém ao que não trabalha, mas crê naquele que justifica ao ímpio, a sua fé lhe é imputada para justiça.
  6. Do mesmo modo também Davi declara bem-aventurado o homem, a quem Deus atribui justiça sem obras,
  7. dizendo: Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos;
  8. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputará pecado.
  9. Vem, pois, esta bem-aventurança sobre os circuncisos, ou também sobre os incircuncisos? porque dizemos: A fé foi imputada a Abraão para justiça.
  10. Como, pois, lhe foi imputada? estando na circuncisão, ou na incircuncisão? Não na circuncisão, mas sim na incircuncisão;
  11. e recebeu o sinal da circuncisão, selo da justiça da fé que teve quando não era circuncidado; para que fosse ele pai de todos os que crêem, ainda que não sejam circuncidados, a fim de que a justiça lhes fosse imputada;
  12. e fosse também pai da circuncisão para aqueles que não somente são da circuncisão, mas que também andam nas pisadas da fé que teve nosso pai Abraão antes de ser circuncidado.
  13. A promessa feita a Abraão ou à sua descendência de que seria herdeiro do mundo, não foi pela Lei, mas pela justiça da fé.
  14. Pois se os que são da Lei, são herdeiros, fica aniquilada a fé e anulada a promessa.
  15. A Lei provoca ira; mas onde não há lei, não há transgressão.
  16. Por isso procede da fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a descendência; não só à que procede da lei, mas também à que procede da fé que teve Abraão
  17. (que é pai de todos nós, como está escrito: Eu te hei constituído pai de muitas nações) diante de Deus, a quem creu, o qual vivifica os mortos e chama as coisas que não são, como se fossem;
  18. e em esperança ele creu contra esperança, para que se tornasse pai de muitas nações segundo o que se lhe havia dito: Assim será a tua descendência;
  19. e sem se enfraquecer na fé, ele considerou o seu próprio corpo já amortecido (tendo ele quase cem anos), e a velhice de Sara;
  20. contudo, à vista da promessa de Deus, não vacilou por desconfiança, mas tornou-se forte pela fé, dando glória a Deus,
  21. e estando plenamente convencido de que Deus é poderoso para também cumprir o que tem prometido.
  22. Pelo que isso lhe foi imputado para justiça.
  23. Ora foi escrito não somente por causa dele, que isso lhe foi imputado,
  24. mas também por nossa causa, a quem há de ser imputado, a saber, a nós os que cremos naquele que ressuscitou dentre os mortos a Jesus nosso Senhor,
  25. o qual foi entregue por causa das nossas ofensas, e ressuscitado por causa da nossa justificação.

 

<<Anterior  <<                                                                                                                   >>  Próximo >>

Publicidade



Biblia Online Romanos Capítulo 4
Romanos Capítulo 4

Características de:

Romanos Capítulo 4

  • Romanos: em grego: " Επιστολή προς Ρωμαίους " transl : " Epistole pros Romaious ".
  • Escrito por: Paulo o apóstolo, no período aproximado entre 56 a 57 d.C.
  • Personagens: Paulo e os cristãos que morava em Roma.
  • Local dos Acontecimentos: Direcionado a Igreja de Roma, escreveu esta carta em Corinto.
  • Pontos Principais: A carta que Paulo escreveu foi direcionada aos Romanos e a intenção de Paulo ao escrever esta carta aos cristãos da Igreja de Roma era de expôr e esclarecer as dúvidas a respeito do seu ministério como servo de Cristo e também apresentar uma prévia da mensagem que ele iria compartilhar com eles pessoalmente o mais breve possível.
  • Nesta carta contém informações a respeito da salvação, perdão dos pecados, como podemos ser salvos e justificados pela graça de Deus e também em relação a fé que devemos ter em Jesus Cristo.
  • Paulo também ensina e ressalta a importância do amor ao próximo, porque naquela cidade existia uma discórdia entre Judeus e os Gentios principalmente em relação ao salvação,
  • mas Paulo deixa claro para os dois povos que ambos estão sujeitos ao pecado e com isso também estão sujeitos a ira e a graça de Deus sobres as suas vidas,
  • por que para Deus não existe distinção entre ninguém e por isso não há espaço para as discussões desnecessárias e a arrogância.
  • Curiosidade: Paulo o escritor desta carta aos Romanos é o mesmo que foi descrito no livro de Atos.
  • Em Atos, Paulo era chamado de Saulo e conhecido por sua vez como um grande perseguidor de cristãos, 
  • mas após o seu glorioso encontro com Jesus, este que veio do céu até ele em forma de LUZ, na estrada de Damasco, Saulo teve sua vida transformada e,
  • passou a ser chamado de Paulo, que se tronou um grande conquistador de ALMAS e pregador do evangelho de CRISTO por todos os lugares, porque isto passou a ser o desejo de Deus na vida dele.

Em breve mais informações de Romanos capítulo 4:

Publicidade